Saúde promove ação nas escolas

saude na escola2

Programa Saúde na Escola visitou alunos no município

Durante uma semana, entre os dias 11 e 15 de setembro, equipes da Secretaria de Saúde de Alto Rio Doce visitaram escolas municipais e estaduais da Cidade com o Projeto Saúde na Escola. O programa faz parte dos Ministérios da Saúde e Educação, em parceria com o município envolvendo diretamente as áreas da Educação e Saúde.

 

Em Alto Rio Doce, foi criado um Grupo de Trabalho Intersetorial Municipal (GTI-M), contendo profissionais da Saúde e Educação, com a finalidade de planejar as ações a serem trabalhadas pelos profissionais de saúde nas escolas do município, usando como direção as seguintes orientações temáticas indicadas pelo ministério da saúde: Atualizar os cartões de vacina; Alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil; Ações de combate ao mosquito da Dengue; Avaliação da saúde bucal e aplicação de flúor; Saúde ocular; Saúde auditiva; prevenção de acidentes e combate à violência; Identificar sinais de agravos de doenças em eliminação (como Hanseníase, Tuberculose, Tracoma, Esquistossomose, entre outras); Prevenção ao uso de bebidas alcoólicas, tabaco, crack e outras drogas; Realização de atividades físicas e de lazer; Promover a cultura da paz; Prevenção de DST/Aids.

 

E desse modo foi elaborado um plano de ação pelo GTI-M contendo atividades a serem desenvolvidas nas escolas até dezembro de 2017. “Com os adolescentes da faixa etária de 12 a 18 anos, a prevenção ao álcool, tabaco e outras drogas e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) foram escolhidas pelo GTI-M para serem abordadas inicialmente e prioritariamente devido a maior necessidade. Já com as crianças menores de 12 anos enfatizamos alimentação saudável, saúde ocular  e saúde bucal”, disse o secretario municipal de saúde, Gustavo de Vasconcelos Fortuna.

 

Na Escola Estadual São José, os pontos destacados com os adolescentes foram o combate às drogas licitas e ilícitas, combate ao uso excessivo de álcool; prevenção à violência e acidentes motivados pelo álcool; estimular a cultura de paz; valorizar, entender e respeitar as diferenças; e a valorização da vida.  Alunos encenaram uma situação em que a droga é oferecida a um jovem, e houve também apresentação de dança, sempre com o foco da juventude manter distância dos entorpecentes. Foram apresentadas fotos que demonstram os efeitos nocivos das drogas, do cigarro e do álcool no corpo humano.

 

Além disso, foi apresentado também um vídeo alertando sobre o perigo da combinação do uso de álcool e direção. Nele, a protagonista é uma jovem que sofreu um acidente de trânsito após sair de uma festa com amigos. O acidente matou dois amigos dela, que sobreviveu, mas teve 60% do corpo queimado, e vive com graves sequelas.

 

Nas Escolas Estaduais localizadas nos distritos, EE Antonio Teixeira de Carvalho (Abreus) e EE Dr. José Otávio Couto Mota (Vitorinos), foram desenvolvidas ações para a prevenção ao uso do álcool, tabaco, crack e outras drogas. E também práticas para se ter uma alimentação saudável e obesidade infantil. Outro ponto levado pela equipe da Saúde para os estudantes foi a prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e orientações sobre métodos para prevenir a gravidez precoce, além da prevenção a acidentes e combate à violência.

 

Nas Escolas Municipais Raul Soares e Professor Aristides da Mota Marinho, foram realizadas atividades com dicas para prevenir a obesidade infantil e ter uma alimentação saudável. Incentivar atividades físicas e de lazer, além da avaliação da saúde bucal dos estudantes e aplicação de flúor.saude na escola5a