Vacina contra Febre Amarela tem dose integral em Alto Rio Doce

20180126_111319

Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Alto Rio Doce têm a vacina contra a Febre Amarela para imunizar a população. A cidade está em uma área de risco, de acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde, mas até o momento, nenhum caso da doença foi registrado. Mesmo assim, a meta é vacinar 100% da população do município. No Estado de Minas Gerais já existem casos confirmados.

As doses aplicadas na Cidade não são fracionadas, como ocorre nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Em Alto Rio Doce, a vacina tem dose integral e já imuniza a pessoa por toda a vida. Lembrando que a vacina passa a fazer efeito no organismo após um período de dez dias.

“Em nossa Cidade, as gestantes não serão vacinadas. Elas só serão imunizadas se estiverem em área de risco ou forem viajar para esses locais, após passarem por avaliação medica. No caso dos idosos acima de 60 anos, é necessária a recomendação médica para que a pessoa possa tomar a vacina e evitar efeitos colaterais”, disse a coordenadora do PSF (Programa de Saúde da Família), Lázara Rafaela Cardoso da Silva.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Alto Rio Doce, equipes da pasta estão percorrendo as casas na zona rural para imunizar os moradores contra a doença. Vale lembrar também que não há casos de Dengue no município.

O vírus da Febre Amarela é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados. A doença não é passada de pessoa a pessoa. A vacina é a principal ferramenta de prevenção e controle da doença. Os sintomas iniciais incluem início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Vacina contra a Febre Amarela tem pontos extras

vacina 20180126_111229

Nesta sexta-feira, dia 26 de janeiro, estão disponibilizados para a população de Alto Rio Doce, dois pontos extras para a imunização contra a Febre Amarela: na Rodoviária e na Padaria do Fabinho, no Xopotó. A ação faz parte do Dia D da vacinação contra a Febre Amarela.

As equipes da Secretaria de Saúde ficarão no local até 17 horas para conferir as carteiras de vacina, tirar dúvidas e vacinar as pessoas que forem até esses locais.

Nos demais dias, a vacina também está disponível para a população nas Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17 horas.

Vigilância Epidemiológica: Boletins

Clique na imagem para ler o boletim da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Alto Rio Doce

Edição 4/2018                                                                                                                                      Edição 3/2018

Vigilância em Saúde-edição 4Vigilância em Saúde-Edição 3/2018

 

 

Edição 2/2017                                                                                                                                        Edição 1/2017

Vigilância em Saúde-Edição 2/2017Vigilância em Saúde

 

 

 

Novembro Azul no combate ao câncer de próstata

Os moradores de Alto Rio Doce podem procurar as unidades de saúde do município para realizar exames e tirar dúvidas sobre o câncer de próstata, que é lembrado durante todo esse mês na Campanha Novembro Azul. De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil a estimativa é chegar ao fim de 2017 com 61,2 mil casos novos e cerca de 13.772 óbitos, o que significa que é o segundo tumor que mais mata os homens no país, perdendo apenas para o câncer de pulmão. Saúde também é coisa de homem, informe-se e fique atento aos sintomas.

novembro azul nov 3

Outubro Rosa: Postos de Saúde abrirão neste sábado

images

Todos os postos de saúde de Alto Rio Doce, na sede e distritos, funcionarão neste sábado, dia 28, para atender as mulheres no dia D da Campanha Outubro Rosa. O atendimento acontecerá a partir das 7 horas e serão realizados procedimentos e orientações contra o câncer de mama. Vários exames foram feitos no município durante esse mês, que é dedicado à mulher.

O objetivo da ação é estimular a prevenção contra a doença e promover a saúde da mulher. Nas unidades de saúde, haverá panfletagem com informativos sobre o câncer de mama, dicas de como fazer o auto-exame e coleta de exames preventivos.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer e Ministério da Saúde, a cada ano são esperados no Brasil cerca de 55 mil novos casos de câncer de mama. Tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos novos casos a cada ano.

Há vários tipos de câncer de mama e a doença é causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos.

Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Existe tratamento para o câncer de mama, e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Alunos recebem orientações contra a Dengue

WhatsApp Image 2017-10-26 at 2.58.35 PM(1)

Desde a segunda-feira, dia 23, acontece em Alto Rio Doce a “Semana D” de mobilização ao combate à Dengue, Chikungunya e Zika Vírus. A equipe de Agentes de Saúde e Coordenadora de Endemias, em parceria com as equipes de Estratégia de Saúde da Família realizam as ações nas escolas e unidades de saúde.

Nesta quinta-feira, dia 26, foram feitas panfletagens no posto de saúde Florestal e na unidade localizada no Distrito de Vitorinos. Além disso, também foi realizada uma encenação teatral na Escola Municipal Raul Soares e na Escola Estadual Dr. José Otávio Couto, com alunos, professores e funcionários.

Os agentes estavam caracterizados como mosquitos Aedes aegypti, transmissor da doença, e explicaram aos estudantes as formas de combate ao inseto, que pode provocar Dengue, Zika Vírus e Febre Chikungunya.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, essa mobilização tem o objetivo de conscientizar e incentivar toda população a realizar ações de combate ao mosquito transmissor do Vírus.

WhatsApp Image 2017-10-26 at 3.59.42 PM (1)

Prefeitura cria comitê para combater mosquito da Dengue

20170929_141036

A Prefeitura de Alto Rio Doce criou um Comitê de Mobilização Social em Saúde e Combate à Dengue. A ação visa unificar os diversos setores municipais e ainda contar com a colaboração de entidades públicas estaduais, como a Polícia Militar, além da sociedade civil para combater a doença. O encontro aconteceu na Secretaria de Saúde na tarde da sexta-feira, dia 29 de setembro.

De acordo com o secretário de Saúde, Gustavo de Vasconcelos Fortuna, a criação do comitê tem como objetivo fortalecer as ações de combate à doença no município e envolver todos os setores da Prefeitura.

“Este Comitê foi criado para que a gente possa discutir ações práticas que possam ser feitas nas situações em que há riscos para a saúde pública. Estamos seguindo uma norma do Ministério da Saúde sobre o tema”, disse ele, lembrando que em regiões de Minas Gerais e no Nordeste do País ocorreu, no ano passado, uma epidemia de Dengue.

A presidente do Comitê e coordenadora da Vigilância em Saúde da Prefeitura, Isamara Araújo Bittencourt, ressaltou que a população está convidada para participar das reuniões e dar sugestões para o combate ao mosquito.

As reuniões acontecem sempre na última quinta-feira do mês, a partir das 14 horas, na Secretaria Municipal de Saúde, que fica na Praça Ernestina Couto da Silva Moreira, s/nº.

Atualização de vacinas segue até sexta-feira, dia 22

A Campanha para atualizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes vai até a próxima sexta-feira, dia 22 de setembro. Os moradores devem procurar os Postos de Saúde na Cidade e nos Distritos de Abreus, Missionários e Vitorinos para saber se os filhos com até 15 anos devem tomar alguma vacina.

É importante lembrar aos pais para levar a caderneta de vacinação dos filhos. Assim os profissionais da Saúde podem checar se há necessidade em aplicar alguma dose para garantir a imunidade contra doenças. A Campanha tem âmbito nacional e teve início no dia 11 deste mês.

SDC14735

Adolescente foi imunizada contra doenças na Campanha

SDC14729

Mães levaram as crianças para colocarem em dia as vacinas

SDC14731

Equipe que atuou no Dia D na UBS Xopotó: Heloísa, Fabrícia e Conceição.

No último sábado, dia 16 de setembro, aconteceu o Dia D da Campanha, quando os postos de saúde abriram suas portas para facilitar o acesso das famílias. Vários moradores se dirigiram aos locais e houve atendimento também na zona rural do município.

Saúde promove ação nas escolas

saude na escola2

Programa Saúde na Escola visitou alunos no município

Durante uma semana, entre os dias 11 e 15 de setembro, equipes da Secretaria de Saúde de Alto Rio Doce visitaram escolas municipais e estaduais da Cidade com o Projeto Saúde na Escola. O programa faz parte dos Ministérios da Saúde e Educação, em parceria com o município envolvendo diretamente as áreas da Educação e Saúde.

 

Em Alto Rio Doce, foi criado um Grupo de Trabalho Intersetorial Municipal (GTI-M), contendo profissionais da Saúde e Educação, com a finalidade de planejar as ações a serem trabalhadas pelos profissionais de saúde nas escolas do município, usando como direção as seguintes orientações temáticas indicadas pelo ministério da saúde: Atualizar os cartões de vacina; Alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil; Ações de combate ao mosquito da Dengue; Avaliação da saúde bucal e aplicação de flúor; Saúde ocular; Saúde auditiva; prevenção de acidentes e combate à violência; Identificar sinais de agravos de doenças em eliminação (como Hanseníase, Tuberculose, Tracoma, Esquistossomose, entre outras); Prevenção ao uso de bebidas alcoólicas, tabaco, crack e outras drogas; Realização de atividades físicas e de lazer; Promover a cultura da paz; Prevenção de DST/Aids.

 

E desse modo foi elaborado um plano de ação pelo GTI-M contendo atividades a serem desenvolvidas nas escolas até dezembro de 2017. “Com os adolescentes da faixa etária de 12 a 18 anos, a prevenção ao álcool, tabaco e outras drogas e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) foram escolhidas pelo GTI-M para serem abordadas inicialmente e prioritariamente devido a maior necessidade. Já com as crianças menores de 12 anos enfatizamos alimentação saudável, saúde ocular  e saúde bucal”, disse o secretario municipal de saúde, Gustavo de Vasconcelos Fortuna.

 

Na Escola Estadual São José, os pontos destacados com os adolescentes foram o combate às drogas licitas e ilícitas, combate ao uso excessivo de álcool; prevenção à violência e acidentes motivados pelo álcool; estimular a cultura de paz; valorizar, entender e respeitar as diferenças; e a valorização da vida.  Alunos encenaram uma situação em que a droga é oferecida a um jovem, e houve também apresentação de dança, sempre com o foco da juventude manter distância dos entorpecentes. Foram apresentadas fotos que demonstram os efeitos nocivos das drogas, do cigarro e do álcool no corpo humano.

 

Além disso, foi apresentado também um vídeo alertando sobre o perigo da combinação do uso de álcool e direção. Nele, a protagonista é uma jovem que sofreu um acidente de trânsito após sair de uma festa com amigos. O acidente matou dois amigos dela, que sobreviveu, mas teve 60% do corpo queimado, e vive com graves sequelas.

 

Nas Escolas Estaduais localizadas nos distritos, EE Antonio Teixeira de Carvalho (Abreus) e EE Dr. José Otávio Couto Mota (Vitorinos), foram desenvolvidas ações para a prevenção ao uso do álcool, tabaco, crack e outras drogas. E também práticas para se ter uma alimentação saudável e obesidade infantil. Outro ponto levado pela equipe da Saúde para os estudantes foi a prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e orientações sobre métodos para prevenir a gravidez precoce, além da prevenção a acidentes e combate à violência.

 

Nas Escolas Municipais Raul Soares e Professor Aristides da Mota Marinho, foram realizadas atividades com dicas para prevenir a obesidade infantil e ter uma alimentação saudável. Incentivar atividades físicas e de lazer, além da avaliação da saúde bucal dos estudantes e aplicação de flúor.saude na escola5a